domingo, 5 de abril de 2009

esborço

UMA PROVA DE FOGO
Pr. Marcelo Rodrigues de Aguiar - 26/11/2008 - 4ª feiraUMA PROVA DE FOGO
Daniel 3
A SUA FÉ JÁ FOI PROVADA?
Hananias, Misael e Azarias eram homens de Deus, mas passaram por uma experiência que colocou a sua fé à prova.
Quando estivermos atravessando uma prova de fogo, do que é que precisamos nos lembrar?
1) A PROVA É UM SINAL DE QUE PERTENCEMOS A DEUS
Os três amigos foram provados por causa da sua lealdade (Daniel 3.8-12).
“Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo” (1 Pedro 4.12).
2) A PROVA É UMA CHANCE DE FIRMARMOS PRIORIDADES
Hananias, Misael e Azarias consideraram que servir a Deus era algo mais importante do que suas próprias vidas (Daniel 3.13-18).
Agradeçamos ao Senhor pelas provas, porque elas nos ajudam a enxergar aquilo que realmente tem valor.
3) A PROVA É UM MEIO DE NOS ACHEGARMOS MAIS A DEUS
O fogo não fez mal aos três amigos, mas destruiu as cordas que os prendiam e lhes proporcionou uma experiência inesquecível (Daniel 3.24,25).
As provações nos tornam mais livres, e nos deixam mais perto do nosso Salvador.
LOUVADO SEJA DEUS, QUE ATRAVESSA AS PROVAS CONOSCO! Ao seu lado, somos sempre mais do que vencedores
CURA PARA OS TRAUMAS EMOCIONAIS
Pr. Marcelo Rodrigues de Aguiar - 02/11/2008 - Domingo - Noite
CURA PARA OS TRAUMAS EMOCIONAIS
Gênesis 50.14-21
O QUE SÃO TRAUMAS EMOCIONAIS?
Um trauma é um ferimento que causa um comprometimento, afetando nossa forma de agir, pensar e sentir
José do Egito - um dos mais fascinantes personagens das Escrituras - nos ensina como podemos superar os traumas emocionais
AS SETE FERIDAS DA ALMA
Perda
Rejeição
Violência
Assédio sexual
Calúnia
Injustiça
Ingratidão
A ATITUDE DE RESSENTIMENTO
Muitas vezes há, em nossa alma, ódio e ressentimento associados às lembranças dolorosas
Ferida + amargura = escravidão: ficamos presos à tristeza e ao passado, à ofensa e ao ofensor
“E a quem perdoardes alguma coisa, também eu; pois, o que eu também perdoei, se é que alguma coisa tenho perdoado, por causa de vós o fiz na presença de Cristo, para que Satanás não leve vantagem sobre nós; porque não ignoramos suas maquinações” (2 Coríntios 2.10,11)
A ATITUDE DE PERDÃO
Você precisa admitir o mal que foi feito
Você precisa perdoar as pessoas envolvidas
Você precisa permitir que Deus trate as suas feridas
“E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8.28)
O PERDÃO E A AÇÃO DO ESPÍRITO PRODUZEM A CURA EM NOSSO INTERIOR
Aproprie-se dessa cura, em nome de Jesus!
LIBERTE-SE DA CULPA
Pr. Marcelo Rodrigues de Aguiar - 02/11/2008 - Domingo - Manhã
LIBERTE-SE DA CULPA
Gênesis 32.22-31
CULPA: UMA COMPANHEIRA INDESEJÁVEL
Não é difícil pecar. Difícil é conviver com o sentimento de culpa que o pecado traz.
“A culpa está por trás da maior parte do sofrimento humano” (Collins).
JACÓ CARREGAVA UM SENTIMENTO DE CULPA
20 anos depois, ele se deparava com um mal que nem o tempo nem a distância haviam curado.
Muitas pessoas sofrem carregando um sentimento de culpa em seu coração.
JACÓ RECONHECEU A SUA NECESSIDADE
Ao final da luta, ele admitiu que tinha um problema que só Deus poderia resolver.
Precisamos reconhecer as oportunidades, e tomar a decisão de não sair do lugar da bênção sem a bênção.
JACÓ RECONHECEU O SEU PECADO
Ao pronunciar seu nome, ele estava, também, fazendo uma confissão.
É mais difícil admitirmos um pecado do que o fato de sermos pecadores.
JACÓ RECEBEU O PERDÃO
Ele recebeu um novo nome e, igualmente, um novo caráter.
Há sempre o raiar de um novo dia quando nos rendemos ao Senhor e permitimos que aja em nós.
“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 João 1.9)
TIRE A CULPA DA SUA VIDA E CRAVE-A NA CRUZ!
E ande, a partir daí, em santidade com Cristo!
O PODER DA INFLUÊNCIA
Pr. Marcelo Rodrigues de Aguiar - 15/10/2008 - 4ªfeira
O PODER DA INFLUÊNCIA
2 Timóteo 1.5
CONHECEMOS E USAMOS POUCO O GRANDE PODER DA INFLUÊNCIA!
“Ação de uma pessoa ou de uma coisa sobre outra; ascendência, autoridade, crédito, prestígio”
Professores, líderes e pais podem influenciar vidas e gerações
PARA INFLUENCIARMOS, PRECISAMOS SER INFLUENCIADOS
A fé sincera que habitou em Eunice esteve, antes, em sua mãe, Lóide
Precisamos de bons modelos, extraídos da Bíblia, da História e da Vida
PARA INFLUENCIARMOS, PRECISAMOS MOSTRAR COERÊNCIA
Eunice exercia a sua influência através de uma “fé não fingida”
Você está forjando o caráter das pessoas; como anda o seu próprio caráter?
PARA INFLUENCIARMOS, PRECISAMOS MOSTRAR DEDICAÇÃO
A influência de Eunice sobre Timóteo começou cedo e se estendeu pela vida (2 Tm 3.15)
A persistência é uma marca de todos os que deixam suas próprias marcas
EUNICE, “ABENÇOADA COM A VITÓRIA”
Que possamos ser usados para que muitos se tornem vencedores!
A honestidade não é relativa

Vivemos numa era de “honestidade relativa”, na qual as pessoas estabelecem seus próprios padrões de honestidade, que variam conforme as circunstâncias. Por exemplo, muitos ficam indignados quando algum político é pego com a boca na botija, mas não percebem que eles mesmos são desonestos quando aumentam o relatório de despesas, de tal forma que o patrão tenha que lhe pagar mais do que havia realmente gasto. As pessoas não têm consciência da incoerência entre seu próprio comportamento e seu descontentamento com a desonestidade dos outros (Jz 17.6). Mas a Palavra de Deus nos ensina que a honestidade é um padrão absoluto (Pv 20.23; 12.22; Lv 19.11).

O Deus da verdade

O ser verdadeiro é um dos atributos de Deus (Jo 14.6). Além disso, Ele nos ordena que reflitamos Seu caráter, honestidade e santidade (1Pe 1.15,16). A natureza do maligno é a mentira (Jo 8.44), enquanto a natureza do Senhor é a verdade. O Senhor deseja que expressemos Seu caráter honesto e não a natureza desonesta do diabo.

Porque Deus exige honestidade absoluta

Deus impôs um padrão de honestidade absoluta por cinco razões:

1. Não podemos ser desonestos e amar a Deus

Quando somos desonestos, agimos como se o Senhor não existisse e é impossível amar a Deus se Ele não existe.

Geralmente, quando tomamos a decisão de sermos desonestos, estamos dizendo a Deus que Ele não poderá prover exatamente o que eu preciso – mesmo que Ele tenha prometido fazê-lo (Mt 6.33); que Ele não conseguirá descobrir minha desonestidade; que Ele não tem poder para me disciplinar.

Se crêssemos de fato que Ele poderia nos disciplinar, não consideraríamos agir de forma desonesta. O comportamento honesto é uma questão de fé. Cada decisão honesta fortalece nossa fé no Deus vivo. Mas, se escolhemos a desonestidade, estamos negando a existência do Senhor. As Escrituras declaram que aqueles que praticam a desonestidade odeiam a Deus (Pv 14.2).

2. Não podemos ser desonestos e amarmos nosso próximo

O Senhor ordena honestidade absoluta porque o comportamento desonesto quebra o segundo mandamento (Mc 12.31; Rm 13.8-10). Quando agimos com desonestidade, estamos roubando uma outra pessoa. Podemos tentar nos enganar, ao pensarmos que a perda é do negócio ou do governo ou de uma companhia de seguros, mas, se olharmos bem, veremos que estamos roubando o dono do negócio, os contribuintes que pagam o imposto ou o dono da agência de seguros. Precisamos nos lembrar de que a desonestidade sempre prejudica as pessoas.

3. A honestidade traz credibilidade ao evangelho

Nosso Senhor ordena que sejamos absolutamente honestos para demonstrarmos a realidade de Jesus Cristo àqueles que ainda não O conhecem. Nossas ações falam mais alto que nossas palavras (Fp 2.15).

4. A honestidade confirma a direção de Deus (Pv 4.24-26)

Quando você for absolutamente honesto, “os seus passos serão seguros”. Decidir andar na rua estreita da honestidade elimina as muitas possíveis avenidas da desonestidade. A tomada de decisão se torna mais simples porque o caminho honesto é um caminho claro.

5. Mesmo pequenos atos desonestos podem ser devastadores

Deus requer que sejamos totalmente honestos. Até as pequenas desonestidades são pecado. Até mesmo uma mentirinha pode endurecer nossos corações e tornar nossas consciências insensíveis ao pecado. Ela pode tornar nosso ouvido surdo à voz suave do Senhor. Uma única célula do câncer da desonestidade pode multiplicar-se e tornar-se uma desonestidade maior (Lc 16.10).

Um acontecimento na vida de Abraão é desafiador: o rei de Sodoma ofereceu a Abraão todas as coisas que Abraão tinha recuperado quando retomou de Sodoma, onde teve sucesso no resgate de pessoas (Gn 14.22,23). Da mesma forma que Abraão não desejava tomar nem uma linha ou um cordão de uma sandália, desafio você a fazer o mesmo. O povo de Deus deve ser honesto, mesmo nas questões menores e aparentemente sem conseqüência.

Como escapar da tentação da desonestidade

A não ser que neguemos nossas próprias vidas e vivamos em rendição ao Espírito Santo, todos seremos desonestos. O desejo de nossa natureza humana é agir com desonestidade (Mc 7.21,22). O desejo do Espírito Santo é que vivamos em honestidade absoluta. Precisamos submeter nossas vidas inteiramente a Cristo, como Senhor, e permitir que Ele viva Sua vida através de nós.

1. Pelo temor do Senhor (Pv 16.6)

Um temor saudável ao Senhor não significa vê-lo como um Deus punitivo. Pelo contrário, Ele é um Pai amoroso que, com Seu amor infinito, disciplina Seus filhos para o benefício deles (Hb 12.10).

2. Pela perda de bens

Nosso Pai celestial não permitirá que mantenhamos algo adquirido de forma desonesta (Pv 13.11).

Você, como pai ou mãe, deixaria seu filho ficar com um objeto roubado? É claro que não! Você o mandaria devolver o item, pois o caráter da criança seria prejudicado. Além de insistir na devolução do objeto, você certamente o disciplinaria. Quando nosso Pai celestial nos disciplina, em geral Ele o faz de forma que não nos esqueçamos mais.

O que fazer se fomos desonestos

Infelizmente, todos somos desonestos de vez em quando. Uma vez reconhecido nosso ato desonesto, precisamos fazer três coisas:

1. Restaurar nossa comunhão com Deus

Todas as vezes que pecamos, nossa comunhão com Deus é quebrada. Portanto, ela precisa ser restaurada (1Jo 1.9). Precisamos concordar com Deus que nossa desonestidade é pecado e, então, aceitar Seu perdão gracioso para que possamos desfrutar de Sua comunhão.

2. Restaurar nossa comunhão com as pessoas

Devemos confessar nossa desonestidade à pessoa por nós ofendida (Tg 5.16). A falta de prosperidade financeira de uma pessoa pode ser conseqüência da violação desse princípio (Pv 28.13).

3. Devolver qualquer propriedade adquirida de forma desonesta

Se adquirimos qualquer coisa de forma desonesta, devemos devolvê-la a seu dono (Lv 6.4,5). A restituição é uma expressão concreta de arrependimento e um esforço de corrigir um erro. Se não for possível fazer a restituição à parte injuriada, então a propriedade deverá ser dada ao Senhor (Nm 5.8).

O suborno

Suborno é definido como algo dado a uma pessoa para influenciá-la a praticar um ato ilegal ou errado. Aceitar suborno é claramente proibido pelas Escrituras (Êx 23.8). O suborno, às vezes, é designado presente ou comissão. Avalie sempre toda oferta para ter certeza de que não é um suborno.

Bênçãos e Maldições

Na lista abaixo encontram-se algumas das bênçãos que o Senhor prometeu para os honestos e algumas maldições para os desonestos.

Bênçãos prometidas ao honesto: intimidade com o Senhor (Pv 3.32); uma família abençoada (Pv 20.7); vida longa (Pv 12.19); prosperidade (Pv 15.6).

Maldições reservadas ao desonesto: separação de Deus (Pv 3.32); problemas familiares (Pv 15.27); morte (Pv 21.6); pobreza (Pv 13.11).

Você é a pessoa que Deus tem procurado

Creio que não valorizamos com seriedade o impacto que uma pessoa honesta causa (Jr 5.1).

O destino de uma cidade inteira estava em jogo. Seu futuro dependia da existência de uma pessoa totalmente honesta. Você seria essa pessoa em sua comunidade? Você pode até não receber a aclamação da mídia, dos executivos ou dos políticos da comunidade, mas, na economia de Deus, seu compromisso com a honestidade pode ter uma influência poderosa em sua cidade.

A sociedade diz: Você pode ser desonesto porque todo mundo é. As Escrituras dizem: O Senhor ordena honestidade absoluta mesmo nas menores questões. Reveja, em oração, a lista para um comportamento honesto:

1. Em meu imposto de renda, coloco todas as entradas de meu orçamento e todas as minhas taxas de dedução são legítimas?
2. Cuido das posses de outras pessoas como se fossem minhas?
3. Tenho o hábito de dizer “mentirinhas”?
4. Tenho o hábito de fazer mau uso dos suprimentos do escritório, de selos ou qualquer outra coisa que pertença a meu empregador?
5. Se cobrarem a menos em uma de minhas compras, relato o fato?
6. Busco o interesse dos outros da mesma forma que os meus?

Peça a Deus que mostre a você qualquer outro comportamento desonesto que deva ser mudado, em especial, aqueles mais escondidos. Peça a um amigo íntimo que o encoraje e que se disponha a receber uma prestação de contas sua, na área da honestidade
===========================================================

A perfeita vontade de Deus

Provavelmente nada é tão confundido e mal entendido quanto a vontade de Deus. Como líderes na casa de Deus, geralmente nos deparamos com dois extremos em relação este tema:

1- Qualquer coisa que acontece é atribuído como sendo vontade de Deus.

2- Muitos irmãos esforçam-se ao máximo desejando conhecer a vontade de Deus para a vida deles, mas jamais o conseguem.

Mas afinal, o que pode ser considerado como “A perfeita vontade de Deus”?
O Senhor Jesus nos ensinou a orar em Mateus 6 para que a vontade de Deus seja feita. Ela não é automática em nossas vidas. Por isso há tantas coisas acontecendo no mundo que não são a vontade de Deus.

• A perfeita vontade de Deus

– E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Rm. 12:2

A perfeita vontade de Deus é que você e eu passemos a buscá-lo em primeiro lugar. Ele e o Seu reino e sua justiça. Devemos transformar o mundo que aí está pela renovação de nossas mentes.

• A vontade circunstancial de Deus

– Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Rm. 8:28

Mesmo que não saibamos qual a vontade de Deus, Ele coopera para que a conheçamos através das circunstâncias em redor. Ele tem um desígnio para cada circunstância natural.

• A vontade permissiva de Deus

– Cedo, porém, se esqueceram das suas obras e não lhe aguardaram os desígnios; entregaram-se à cobiça, no deserto; e tentaram a Deus na solidão. Concedeu-lhes o que pediram, mas fez definhar-lhes a alma. Sl. 106:13-15.

Às vezes Deus permite situações em nossas vidas que não correspondem aos seus desejos. Ele o faz por fidelidade à Sua palavra. Mas o ideal é que conheçamos a fundo a verdadeira vontade dEle para nós e cada situação.

Condições para conhecer a vontade de Deus

Nem sempre sabemos qual a vontade de Deus para nós. Não há regras, mas algumas condições são imprescindíveis para que a conheçamos e andemos nela.

• Ser nascido de novo

– Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. I Cor. 2:14

Só quem é nascido de novo pode compreender a vontade de Deus.

• Disposição para Obedecer

– Eu nada posso fazer de mim mesmo; na forma por que ouço, julgo. O meu juízo é justo, porque não procuro a minha própria vontade, e sim a daquele que me enviou. Jo. 5:30

– Porque eu desci do céu, não para fazer a minha própria vontade, e sim a vontade daquele que me enviou. Jo. 6:38

Deus não joga pérolas a porcos. Se você não O obedece jamais saberá Sua vontade.


• Desejo de fazer a vontade de Deus

– Se alguém quiser fazer a vontade dele, conhecerá a respeito da doutrina, se ela é de Deus ou se eu falo por mim mesmo. Jo. 7:17

Mais uma vez depende de sua atitude diante de Deus para que saibas o que está no coração dEle.

• Sensibilidade Espiritual

– Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido, para não poder ouvir. Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça. ( Is. 59:1-2).

Somente homens e mulheres cheios do Espírito e sensíveis a Ele podem conhecer a vontade de Deus.

Como discernir a vontade de Deus

Se você responde as estas condições saiba que Deus vai falar com você. Espere e tenha atenção nas formas com as quais ele pode falar.

• 1. Convicção Interior
• 2. A Palavra De Deus Escrita
• 3. A Paz de Deus - Cl 3:15
• 4. Um Aconselhamento Maduro - Pv 11:4; Pv 15:22
• 5. As Circunstâncias
• 6. A Providência de Deus - Sl 37:23
• 7. Confirmação Profética - I Ts. 5:20


Pensamento



Jesus orava no jardim do Getsêmani, em Jerusalém, pouco antes de ser preso por causa da traição de Judas. Ele sabia da traição e também da prisão e poderia fugir a qualquer momento, preservando sua vida. Mas a oração que Jesus fez nos dá uma grande lição. Jesus orou a Deus pedindo que não fizesse a vontade daquele que passaria por todo aquele sofrimento, mas que nele pudesse se cumprir a vontade daquele que é o nosso Senhor. Que a vontade de Deus Pai fosse cumprida em sua vida, pois como Paulo diria anos depois, a vontade de Deus é boa, agradável e perfeita. Jesus não fez caso de fazer o que qualquer homem poderia fazer naquela situação, mas buscou o que estava no coração de Deus e, como resultado, salvaria toda a humanidade com um único gesto de amor.

Oração

Senhor, ensina-me a buscar a tua vontade para a minha vida, a buscar de ti a resposta para cada decisão.


12 de Dezembro
Pensamento
Isaías descreve a morte de Jesus como o sacrifício ritual dos judeus que era feito para trazer o perdão dos pecados. Jesus não era um animal apresentado por homens pecadores em busca de perdão. Ele foi o Cordeiro de Deus que foi dado para tirar o pecado do mundo, daqueles que realmente o aceitassem como um sacrifício vindo de Deus. Somente o derramamento de sangue poderia justificar o pecador, mas os animais sacrificados no Antigo Testamento já não faziam mais sentido. Por isso Deus oferece um sacrifício superior, sem pecados, sem manchas, sem defeitos, para que agora não somente alguns homens pudessem ser salvos, mas toda a humanidade que cresse pudesse ter acesso ao trono de Deus, limpos, perdoados, purificados no sangue do Cordeiro!

Oração
Pai, graças te dou pelo sacrifício mais que suficiente para salvar toda a humanidade

Pensamento

Após dar as últimas instruções aos seus discípulos ele ordenou que todos fossem pelo mundo anunciando o seu evangelho indiscriminadamente. Todos os povos, de todas as línguas, de todas as nações deveriam ouvir a mensagem da cruz que tem poder para transformar e salvar qualquer pecador. A oportunidade estava aberta para aqueles que sentem-se necessitados da salvação de Deus, para os que se encontram doentes, enfermos, e reconhecem em Jesus o médico que pode curar não só o corpo, mas principalmente a alma cujo pecado o fez adoecer. Ir pelo mundo todo significa que o Senhor verdadeiramente amou a todos os homens de maneira tão intensa que deseja salvar-lhes, dando-lhes a oportunidade de se arrependerem de seus pecados e convertendo-se ao Senhor Jesus Cristo.

Oração

Pai, graças te dou pela oportunidade dada a cada um de nós. Senhor, que tenhamos ânimo e direção do teu Espírito para pregar o teu evangelho a toda criatura onde quer que ela se encontre.


10 de Dezembro
Pensamento
A idéia do refúgio vem do tempo de Moisés e Josué. Deus mandou que construísse cidades de refúgio para abrigar aqueles que cometiam crimes involuntariamente. A família da vítima certamente iria querer vingar o sangue do parente, mas as cidades de refúgio para brigar aqueles que cometiam crimes involuntariamente. A família da vítima certamente iria querer vingar o sangue do parente, mas as cidades de refúgio serviriam de proteção ao perseguido. Vem daí, então, a idéia usada pelo salmista ao referir-se a Deus como nosso refúgio, local onde nos abrigamos quando estamos em busca de socorro, de salvação.

Oração
Pai, muito obrigado pela proteção que nos dá. Te agradeço por poder contar com sua ajuda guardando minha alma da morte, da perseguição dos meus inimigos.



15 de dezembro
Pensamento

O texto de hoje é um dos mais fortes indícios de que há separação entre aqueles que crêem em Cristo e os que não crêem. O rico da história vivia sua vida esplendorosamente, morreu e foi levado para o inferno. O mendigo também morreu e foi levado pelos anjos do Senhor para o paraíso. Quando o rico viu o mendigo de longe reclamou a sua sorte naquele lugar. Abraão disse-lhe que durante a sua vida ele já tinha recebido tudo de bom que podia desfrutar, mas que nem ao menos se importou com aquele que sofria diante de seus olhos. Já o pobre mendigo e enfermo, que sofrera por todos os anos de sua existência, agora era recompensado por todo o mal que atravessou e era confortado, livre do sofrimento que o afligiu em vida.



Oração

Pai, permita-me que eu veja a vida como deve ser vista, que encontre o real significado dela segundo os teus propósitos elevados.

5 de dezembro
Pensamento

Certamente há lugares agradáveis para se estar. Pontos turísticos, hotéis luxuosos, países que são verdadeiros paraísos. Mas há um lugar onde é possível reunir todos os benefícios disponíveis e ainda muitos outros que não encontramos em lugar algum. A presença de Deus é incomparável. A certeza de estarmos na presença do Senhor é uma experiência tão maravilhosa que o salmista fez questão de registrar. E só quem se mantém na presença do Senhor diariamente pode descobrir isso.

Oração

Senhor, que eu possa entrar à sua presença todos os dias. Ensina-me a permanecer diante de ti e continuar a andar em sua santa presença.
Pensamento

Uma das manifestações mais comuns no tempo em que Jesus esteve na terra eram as curas divinas. Ele as realizava naturalmente não tendo barreira alguma ou doença grave que pudesse detê-lo. O mesmo Espírito, no entanto, ainda permanece entre nós, habitando o seio da Igreja, que é formada por mim e por você! Desse modo, é provável que as mesmas manifestações ainda ocorram em nosso meio, em nossas igrejas. Curas, expulsão de demônios e principalmente a pregação que anuncia a vinda do Reino de Deus, e evangelismo em suas variadas formas.

Oração

Vem, Senhor, sobre nós, despertando-nos para que as obras realizadas por Jesus sejam realizadas em nosso tempo. Desperta cada um de nós para que façamos obras ainda maiores que as realizadas por Jesus, pois esse é o desejo dele.

Pensamento

Uma das manifestações mais comuns no tempo em que Jesus esteve na terra eram as curas divinas. Ele as realizava naturalmente não tendo barreira alguma ou doença grave que pudesse detê-lo. O mesmo Espírito, no entanto, ainda permanece entre nós, habitando o seio da Igreja, que é formada por mim e por você! Desse modo, é provável que as mesmas manifestações ainda ocorram em nosso meio, em nossas igrejas. Curas, expulsão de demônios e principalmente a pregação que anuncia a vinda do Reino de Deus, e evangelismo em suas variadas formas.

Oração

Vem, Senhor, sobre nós, despertando-nos para que as obras realizadas por Jesus sejam realizadas em nosso tempo. Desperta cada um de nós para que façamos obras ainda maiores que as realizadas por Jesus, pois esse é o desejo dele.

Pensamento
Não raro vemos pessoas questionando o fato de serem cristãs e passarem por determinadas provações e lutas que aparentemente os ímpios não passam. A oração dessas pessoas revela que o questionamento existe e que a causa de suas lutas é o próprio Deus. Pois estão certas. O Senhor realmente permite atravessarmos por provações a fim de moldar a imagem de seu Filho em nós. Quanto aos que não crêem, o texto de Salmo é bastante claro: o Senhor odeia.

Oração
Pai Santo, que o Senhor me ame sempre a ponto de permitir que eu seja provado por ti; e que eu esteja atento quando me provares para que eu aprenda cada vez mais e cresça cada vez mais no caráter de Cristo.
Pensamento

Muitas pessoas que vivem distantes de Deus imaginam que podem esconder-se dele, ou que ele está tão ocupado que não possa ver a cada um de nós. Conheci pessoas que viravam as imagens de seus santos colocando-as com a frente voltada para a parede a fim de esconder seus atos. Pura besteira. Claro que santos de gesso, de madeira ou de outros objetos não podem ver ainda que estejam de frente. Mas Deus é Todo-poderoso e a tudo vê, a tudo ouve e sabe de todas as coisas. Caso contrário ele não seria Todo-poderoso.

Oração

Senhor, sei que nada pode ser oculto de seus olhos. Sei que isso é bom, pois o Senhor tem prazer em livrar-nos do mal e com isso pode nos proteger. Mas que eu nunca pense que posso esconder-me de ti.
Pensamento

Uma irmã que conheço costuma dizer que “quem planta alho, colhe alho; quem planta cebola, colhe cebola”. Isso é equivalente ao salmo lido hoje, que ensina sobre o cuidado de Deus com os homens de acordo com o seu próprio comportamento. Os oprimidos e aqueles que sofrem por causa da maldade alheia são atendidos pelo Senhor. Ao contrário, aqueles outros, os rebeldes, vivem em terra árida, ou seja, são terras infrutíferas, onde nada daquilo que é plantado rende.

Oração

Senhor, sabemos que não podemos nos esconder dos teus olhos e que tudo aquilo que fizermos aqui iremos colher os resultados. Ensina-nos a plantar coisas boas em nossa vida e na vida daqueles que nos cercam.

Pensamento

Uma irmã que conheço costuma dizer que “quem planta alho, colhe alho; quem planta cebola, colhe cebola”. Isso é equivalente ao salmo lido hoje, que ensina sobre o cuidado de Deus com os homens de acordo com o seu próprio comportamento. Os oprimidos e aqueles que sofrem por causa da maldade alheia são atendidos pelo Senhor. Ao contrário, aqueles outros, os rebeldes, vivem em terra árida, ou seja, são terras infrutíferas, onde nada daquilo que é plantado rende.

Oração

Senhor, sabemos que não podemos nos esconder dos teus olhos e que tudo aquilo que fizermos aqui iremos colher os resultados. Ensina-nos a plantar coisas boas em nossa vida e na vida daqueles que nos cercam.
Pensamento

Isaías falou muito acerca de Jesus, o Messias, revelando particularidades sobre sua vida. Mas também foi usado por Deus para exortar o povo judeu, como na passagem que lemos hoje. Diante da idolatria dos homens, que se curvavam diante de outros deuses e clamavam a seres que não podiam ajudar nem tampouco salvar, o Senhor diz para Isaías fazer essa pergunta a eles: “Há outro Deus além de mim?”. Quais são as evidências de outros deuses são poderosos como o Senhor? Se houvessem essas evidências, que os homens as apresentassem! Mas o próprio Senhor dá a resposta dizendo que não existe outra Rocha e que ele não conhece nenhuma. Deus não pode ser confundido: só existe um e Senhor é seu nome.

Oração

Pai, sabemos de pessoas que vão a cultos a outros deuses pensando estarem em lugares certos. Que o Senhor abra os olhos dessas pessoas para que vejam, coloque-as em meu caminho para que eu fale de ti.
1 de dezembro
Pensamento

O salmista era consciente de que a Palavra de Deus, a que ele chama Lei, trazia um excelente e insuperável conteúdo de ensinamentos, revelações, profecias, dando-lhe a plena visão sobre o caráter e a pessoa do Senhor. Já no passado era assim, pois os salmos foram escritos cerca de mil anos antes de Cristo. Após esse período vieram praticamente todos os profetas, depois os evangelhos, as cartas ou epístolas e o Apocalipse. Hoje, mais de dois mil anos depois de Cristo, podemos fazer a oração do salmista com maior fervor e intensidade, já que muito foi acrescentado a Palavra de Deus. Uma quantidade enorme de ensino e revelações foi acrescida ao livro de Deus além dos ensinos sobre a Igreja e assuntos que dizem respeito a cada um de nós.

Oração

Pai, quero repetir a oração do salmista, pedindo que o Senhor abra meus olhos para que eu veja as maravilhas da tua Palavra, que eu contemple as tuas revelações e veja a tua grandeza por meio das Escrituras.
Pensamento

O livro do profeta Habacuque tem algumas curiosidades. Dentre elas o fato de que Habacuque não escreve profecias, antes diaálogos. Isso mesmo. Por exemplo, este texto lido hoje, que tantos pregadores dizem ser uma profecia, na verdade é a expressão do desejo de Habacuque, é uma oração a Deus, uma conversa com o Todo-Poderoso. O desejo de ver o avivamento ocorrer no meio do seu povo também deve ser o nosso desejo e fazer parte da nossa oração.
Oração

Senhor, quero hoje orar pedindo um avivamento no Brasil, um derramamento do teu Espírito sobre cada camada social deste imenso país. Derrama, Senhor, o Espírito da tua salvação sobre cada um de nós e muda os rumos deste país.
COISAS QUE PRECISAMOS ENTENDER AO SEGUIR A JESUS
Mt. 8.23-27

JESUS DESDE O PRINCÍPIO DE SEU MINISTÉRIO PROCUROU SEGUIDORES (ELE CHAMOU A SEUS DISCÍPULOS)

Ex. Mt. 8:22 – “Segue-me, e deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos”.

1. QUE POR SEGUIR A JESUS NÃO SIGNIFICA QUE NOSSOS PROBLEMAS TERMINARAM, v.24.

Mateus 16:24: “Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me”.

2. JESUS ESTA SEMPRE PRONTO A NOS OUVIR QUANDO CLAMAMOS A ELE, v.24-26a.

3. JESUS SEMPRE NOS AJUDA NAS ÁREAS QUE NÓS PRECISAMOS, v.26.

QUAIS ERAM OS VERDADEIROS PROBLEMAS DOS DISCÍPU-LOS DE JESUS?

APARENTEMENTE ERAM SIMPLESMENTE A SITUAÇÃO QUE OS RODEAVA, MAS NA REALIDADE ELES TINHAM:

a) TEMOR, v.26a.

b) POUCA FÉ, v.26b.


4. JESUS SEMPRE SE LEVANTARÁ A NOSSO FAVOR, v.26b.
“Então, levantando-se repreendeu os ventos e o mar, e segui-se grande bonança”.

Se Você é Filho de Deus, Trate de Imitá-lo
PR. SILAS MALAFAIA

TEXTO BÁSICO: Ef 5.1: “Sede imitadores de Deus, como filhos amados”.

INTRODUÇÃO:Deus é nosso Pai, e como seus filhos temos de imitá-lo.
Eis algumas coisas importantes que, como filhos dEle, devemos imitar:

1-DEUS É UM DEUS DE PROJETOS (Ap 13.8). Ele nunca realizou nada de improviso. O plano da salvação já estava traçado antes mesmo de o homem nascer (Ap 13.8). Portanto, se somos filhos de Deus, devemos imitá-lo traçando projetos para nossa vida, nossa família, para o Reino de Deus.

2-DEUS É UM DEUS DE ORGANIZAÇÃO (1Co 14.33)

PRINCÍPIOS ORGANIZACIONAIS DE DEUS
2.1 Deus trabalha com prioridades
Ele demonstrou isto na seqüência da Criação, criando, em primeiro lugar, os elementos que iam ser necessários aos elementos que Ele criaria a seguir. PORTANTO, devemos estabelecer prioridades em nossa vida, realizando aquilo que é fundamental antes daquilo que é secundário.

2.2 Deus trabalha com preparação
Em Gênesis 3.15 já está registrada a primeira profecia anunciando o nascimento do Salvador da humanidade. Deus usou 45 capítulos de sua Palavra só para preparar o povo para a peregrinação no deserto (Ex 33 até Nm 10).
PORTANTO, jamais devemos fazer nada de improviso, de qualquer maneira.

2.3 Deus trabalha com ordem
Deus é inimigo da desordem, da bagunça (1 Co 14.40).
PORTANTO, tudo o que fizermos devemos fazer de maneira organizada, ordenada, seqüencial.

2.4 Deus trabalha com estruturas
Ou seja, Deus respeita hierarquias, estabelece estruturas por essas serem elementos de sustentação. PORTANTO, devemos estabelecer estruturas que possam sustentar nossos empreendimentos, nossas ações. Devemos reconhecê-las e respeitá-las.

2.5 Deus trabalha com execução
Tudo o que ele projetou, executou. Não deixou nada pela metade, no meio do caminho.

PORTANTO, devemos planejar e executar o que planejarmos.

3-DEUS É UM DEUS QUE EXIGE PADRÃO DE QUALIDADE (Mt 5.48)
Tudo na criação de Deus reflete um alto grau de perfeição, de exigência.
PORTANTO, tudo o que fizermos, devemos fazer da melhor maneira possível, pois se somos filhos de Deus, temos que imitá-lo.

4-DEUS TRABALHA EM ORDEM CRESCENTE
Ele começa com uma pequena quantidade, para alcançar uma grande quantidade. Um casal transformou-se nos bilhões de seres humanos de hoje, Abraão deu início aos milhões de judeus existentes atualmente no mundo.
PORTANTO, também devemos começar com paciência e perseverança, nas desprezando as coisas pequenas (Zc 4.10).

5-DEUS É ESPECIALISTA EM TRANSFORMAR CAOS EM BÊNÇÃO.
Do caos Ele tira a ordem, a perfeição, a bênção.
PORTANTO, como filhos de Deus, devemos transformar em bênção o caos que pode estar existindo em torno da nossa família, em nosso ambiente de trabalho, etc.

6-DEUS, O NOSSO PAI, É UM DEUS DE CARÁTER.
QUATRO MARCAS DO CARÁTER DE DEUS

DEUS É:
a- AMOR (1 Jo 4.8)
Debaixo do guarda-chuva do amor de Deus estão mais três marcas do Seu caráter:
b-PERDÃO (perdoar é cancelar a dívida)
c-MISERICÓRDIA (é lançar os méritos do perdoador sobre o perdoado)
d-COMPAIXÃO (compadecer-se é ficar no lugar do outro)

DEUS É JUSTO.
Ser justo é ser íntegro, honesto. Devemos seguir essa marca do caráter de Deus.
DEUS É VERDADEIRO.
A única paternidade que a Bíblia dá ao diabo é a da mentira (Jo 8.44).
Portanto, se somos filhos de Deus, jamais incluiremos a filha de Satanás em nossas ações.
DEUS É SANTO.
Ser santo não é só deixar de pecar, mas sim fazer oposição ao pecado.

RECEITA PARA SER SANTO
1-Quem quer ser santo deve:
a)Orar (1Tm 4.5)
b) Mergulhar na leitura da Palavra (João 1.17)
c)Segundo 3.1-10: Buscar as coisas que são de cima, pensar em Deus, mortificar a carne, despojar-se do velho homem, e revestir-se segundo a imagem daquele que nos criou.
Fraqueza
PR. JORGE LINHARES
Publicidade
“Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque quando sou fraco, então é que sou forte.”
(2 Coríntios 12.7-10).

Estas palavras de Paulo falam muito forte ao meu coração:”Quando sou fraco é que sou forte”. Por quê? Por que essa afirmação está registrada na Bíblia, se é o contrário de tudo o que, muitas vezes, ouvimos?
O que é fraqueza, o que é ser fraco? O dicionário diz: a pessoa reconhece que não tem forças; ela se considera impotente, desanimada, imperfeita e fragilizada.
“Meu Deus, é nessa hora que eu sou forte? Por quê?”
Paulo fez uma afirmação difícil de entender, e mais difícil ainda de aplicar na nossa vida: “Porque quando sou fraco, então, é que sou forte” (2 Coríntios 12.10)
Contudo é com essas palavras aparentemente contraditórias que tenho aprendido lições importantes e edificantes.
Muitas vezes eu medito nessa palavra de Paulo. Quando me sinto fraco, impotente, cansado, sem saber o que fazer, essa passagem vem ao meu coração, renovando as minhas forças e me dando esperanças.
E o meu objetivo neste livro, querido leitor, é mostrar-lhe por que quando somos fracos é que somos fortes e como a nossa fraqueza se torna força.

----------------------------------------------------------------------------------------------------

Gerando Filhos para Glória de Deus
PR. JEREMIAS PEREIRA
Publicidade
Evangelização e Soberania Divina. Paulo, servo de Deus, e apóstolo de Jesus Cristo, segundo a fé dos eleitos de Deus, e o conhecimento da verdade, que é segundo a piedade (Tito 1.1). Portanto, tudo sofro por amor dos escolhidos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus com glória eterna. (II Timóteo 2.10). Deus em seu amor e soberania nomeou, antes da criação do mundo, os que devem ser salvos.

Evangelização e a Responsabilidade da Igreja em buscar o perdido. Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho! (I Coríntios 9. 16). Portanto, tudo sofro por amor dos escolhidos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus com glória eterna.(II Timóteo 2. 10). Não sabemos quem são os eleitos de Deus. Ele é quem é o dono do Livro da Vida. Foi nos dada a tarefa de buscar o não crente. Todo crente tem a responsabilidade de se esforçar para ganhar mais um para Cristo, inclusive, se for necessário, com lágrimas, dores e sofrimentos.

Evangelização e Oração. E, tendo orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com ousadia a palavra de Deus (Atos 4.31). A oração prepara o ambiente espiritual para a conversão das pessoas. A oração é instrumento para receber a unção espiritual e ousadia do Espírito Santo para Testemunhar.

Evangelização e Testemunho. Mas recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda Judéia e Samaria e até aos confins da terra (Atos 1.8). Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. (Mateus 28.19). Um dos meios que Deus definiu em sua soberania para a salvação dos não crentes é o testemunho de vida e de palavra, através dos crentes. O melhor cartão de visitas de uma igreja são vidas transformadas pelo evangelho.

Evangelização e Métodos. Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns. (I Coríntios 9.22). A mensagem não pode mudar. O conteúdo do evangelho a ser pregado deve ser o mesmo que os apóstolos pregaram no primeiro século. Entretanto, não existe um método único nem métodos sagrados ou imexíveis. Devemos ser criativos e discernir quais os melhores métodos que podem ser utilizados para alcançar nossa geração.

Evangelização e Amor. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida Eterna (João 3.16); Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o perdido (Lucas 19.10). Não existe método, nem programa nem tecnologia que substitua o amor pelos não crentes.

Evangelização e o Espírito Santo. Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo (João 16.8). Só o Espírito Santo pode gerar novas criaturas. Devemos orar, testemunhar, usar todos os métodos possíveis, criar métodos, mas a obra de regeneração, de gerar novas criaturas é exclusiva do Espírito Santo. Se ele não tocar e der ouvidos ao morto para ouvir, o não crente não escutará a voz do bom pastor.

Evangelização e a Situação da pessoa sem Cristo. E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência (Efésios 2.1-2). Naquele tempo estáveis sem Cristo, não tendo esperança e sem Deus no mundo (Efésios 2. 12).

Evangelização e a Reposta do que ouve o evangelho. Mas vós não credes porque não sois das minhas ovelhas, como já vo-lo tenho dito. As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão. Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai (João 10.26-29). E os gentios, ouvindo isto, alegraram-se, e glorificavam a palavra do Senhor; e creram todos quantos estavam ordenados para a vida eterna (Atos 13.48). Devemos pregar e testemunhar sabendo que Deus operará maravilhas concedendo novo nascimento a muitos. Só saberemos quem são os ordenados para a vida Eterna, quando estes confessarem com seus lábios a Jesus como Senhor e crêem em seus corações que Ele ressuscitou dentre os mortos.

Evangelização e Santificação. Todavia o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniqüidade (II Timóteo 2.19). Portanto, irmãos, procurai com diligência cada vez maior, confirmar a vossa vocação e eleição; porque, procedendo assim, não tropeçareis em tempo algum (II Pedro 1.10). A eleição e a salvação no dia-a-dia têm que ser confirmadas através de uma vida de consagração e santificação.

mateus 1:18-25





Mateus 1:18-25

José [era] um homem justo... Mateus 1:19

Mensagem:


Imagino um rapaz que está noivo ouvindo sua noiva, meio sem graça, lhe dizer que está grávida, mas que ele não é o pai. Decepção e ódio! Ao pedir explicações, ela diz que é obra do Espírito Santo. A essa altura da conversa, ele poderia concluir que ela era paranóica ou uma tremenda mentirosa. Se ele insinuasse que ela estaria falando a verdade, seria considerado um tolo ou louco.

Essa, em resumo, era a história de José, noivo de Maria. Os dois viviam em Nazaré, ao norte da palestina. E o problema era que José conhecia Maria, sabia que ela não era louca e muito menos desonesta. Que gravidez misteriosa era aquela?

O amor de José não permitiu que ele denunciasse Maria, que poderia ser morta como adúltera. Ele era um sujeito honrado e justo. Planejou abandonar Maria secretamente. Mas aí o mistério aumentou e os fatos se complicaram: um anjo do Senhor, em um sonho, revelou a José que existe uma maneira diferente de se viver pela justiça. Mesmo não compreendendo todo o mistério, ele deveria crer na direção divina e receber Maria como esposa.

Ser honrado e justo nem sempre é seguir a frieza da lei quando esta pode esmagar sem piedade as pessoas envolvidas. A misericórdia deve vencer o legalismo.


Ore:

Senhor, ensina-nos a cumprir fielmente a tua vontade. Por teu Espírito, permite que obedeçamos sempre, mesmo que não compreendamos totalmente os teus mistérios. Amém.

Pense:

Natal é enfrentar, se preciso, o ridículo e o escândalo para seguir a voz de Deus.

Mateus 1:18-25
CADA DIA.COM.BR
Publicidade
GRAVIDEZ MISTERIOSA
Terça-feira, 16 de dezembro


Leia:

Mateus 1:18-25

José [era] um homem justo... Mateus 1:19

Mensagem:


Imagino um rapaz que está noivo ouvindo sua noiva, meio sem graça, lhe dizer que está grávida, mas que ele não é o pai. Decepção e ódio! Ao pedir explicações, ela diz que é obra do Espírito Santo. A essa altura da conversa, ele poderia concluir que ela era paranóica ou uma tremenda mentirosa. Se ele insinuasse que ela estaria falando a verdade, seria considerado um tolo ou louco.

Essa, em resumo, era a história de José, noivo de Maria. Os dois viviam em Nazaré, ao norte da palestina. E o problema era que José conhecia Maria, sabia que ela não era louca e muito menos desonesta. Que gravidez misteriosa era aquela?

O amor de José não permitiu que ele denunciasse Maria, que poderia ser morta como adúltera. Ele era um sujeito honrado e justo. Planejou abandonar Maria secretamente. Mas aí o mistério aumentou e os fatos se complicaram: um anjo do Senhor, em um sonho, revelou a José que existe uma maneira diferente de se viver pela justiça. Mesmo não compreendendo todo o mistério, ele deveria crer na direção divina e receber Maria como esposa.

Ser honrado e justo nem sempre é seguir a frieza da lei quando esta pode esmagar sem piedade as pessoas envolvidas. A misericórdia deve vencer o legalismo.


Ore:

Senhor, ensina-nos a cumprir fielmente a tua vontade. Por teu Espírito, permite que obedeçamos sempre, mesmo que não compreendamos totalmente os teus mistérios. Amém.

Pense:

Natal é enfrentar, se preciso, o ridículo e o escândalo para seguir a voz de Deus.
Rute 4:13-22
CADADIA.COM.BR
Publicidade
CAMINHOS MISTERIOSOS
Sexta-feira, 12 de dezembro


Leia:

Rute 4:13-22

Boaz gerou Obede, cuja mãe foi Rute... Mateus 1:5

Mensagem:


Rute é dessas pessoas que têm uma vida tumultuada, cheia de sofrimento e destino incerto. Trilha caminhos misteriosos e termina com um final surpreendente e feliz. Rute era de Moabe, nação inimiga de Israel. Mas quando teve de decidir sobre sua esperança no futuro, ela voltou com a sogra israelita para Belém. Ficou sem marido, sem filhos, sem dinheiro — sem nada. Encontrou um novo amor com quem teve um filho que seria o bisavô de Davi. Rute ganhou um livro na Bíblia com seu nome e entrou para a genealogia de Jesus. Quem poderia imaginar algo assim?

No início da genealogia, Jesus é qualifi-cado como “filho de Davi, filho de Abraão”. A identificação com o Rei Davi é óbvia. Mas, por que enfatizar que Jesus é também “filho de Abraão”? É que muito antes de Davi, Deus prometeu abençoar “todos os povos da terra” por meio de Abraão e seus descendentes (Gênesis 26.4). Assim, quando Rute e outros gentios aparecem na linhagem de Jesus, antes mesmo do nascimento de Davi, é algo natural e esperado.

Alguns de nós, hoje, podemos estar tão desesperados como Rute esteve. Mas se decidirmos seguir a Jesus aonde quer que Ele for, novos caminhos poderão nos levar a um final surpreendente e feliz.


Ore:

Senhor, somos gratos porque nossos caminhos estão em tuas mãos. Ajuda-nos a descansar na certeza de que podes dar à mais triste das histórias um desfecho maravilhoso. Amém.

Pense:

Natal é seguir a Jesus sem perguntar aonde Ele nos levará e sem se importar com o rumo que terá nossa vida.

Josué 2
CADADIA.COM.BR
Publicidade
A MISTERIOSA RAABE
Quinta-feira, 11 de dezembro


Leia:

Josué 2

Salmom gerou Boaz, cuja mãe foi Raabe... Mateus 1:5

Mensagem:


Mulheres misteriosas fazem parte da história do Natal. Algumas tiveram um passado nada recomendável. Mas o Evangelho não as deixa de lado. Raabe é uma delas. Seu passado? Uma prostituta da cidade de Jericó. Talvez até mesmo envolvida num tipo de paganismo, ligado ao culto aos deuses cananeus da fertilidade.

O que mudou na vida de Raabe que a levou a figurar na história do Natal, como ascendente de Jesus? Quando o povo de Deus tomava a Terra Prometida, dois espiões visitaram sua casa. Ela foi desafiada a fazer a escolha de sua vida: permaneceria em Jericó ou apostaria seu futuro com o povo de Deus? O cordão vermelho pendurado em sua janela era o sinal de que ela estava rompendo com o passado e seguindo adiante com o povo escolhido de Deus. Ela escolheu o Deus Eterno e deu um passo de coragem e fé. Raabe interrompeu sua história para assumir uma nova identidade com Israel. E Deus abençoou sua escolha, honrando-a como um dos ancestrais de Davi.

Podemos também ligar nossa vida à história do Natal, não importa quão infeliz e pecaminoso tenha sido nosso passado. Basta um “cordão vermelho”. Um rompimento radical com o passado e o ingresso, pela fé em Jesus, na família de Deus — aquela à qual realmente importa pertencer.


Ore:

Senhor Deus, existem muitos caminhos pelos quais podemos seguir na vida. Pela tua graça, guia-nos pelo caminho que leva a ti e que gera a verdadeira vida. Em nome de Jesus. Amém.

Pense:

Natal é romper com o passado e seguir adiante com o povo de Deus.
O MISTÉRIO DO NOME Sexta-feira, 5 de dezembro
CADA DIA.COM
Publicidade
Lucas 1:57-66


“Ele será chamado João.” Lucas 1:60

Mensagem:


De onde veio meu nome? Alguma vez, já tivemos que responder a esta pergunta, ou já a fizemos a nós mesmos. Alguns pais compõem novos nomes para seus filhos, outros homenageiam um amigo ou um personagem da história. O mais comum é escolherem o nome de algum parente, ou dos próprios pais ou avós.

Nos tempos de Jesus, havia uma tradição parecida. Pensava-se que um filho de pais idosos deveria receber o nome do pai. Quando o filho do sacerdote Zacarias foi consagrado a Deus, o normal era receber o nome do pai, mas, para surpresa de todos, o pai que estava mudo escreveu numa tabuinha seu nome: “João”. Se aquele menino recebesse o nome do pai ou de outro ancestral, reafirmaria apenas o passado. Porém, algo novo viria com essa criança. João, uma misteriosa figura que sairia pregando arrependimento em trajes estranhos, era a voz profética do deserto a preparar o caminho do Senhor, o caminho do Messias. Por isso, seu nome foi escolhido pelo próprio Deus: “João”, que significa “Deus é gracioso”.

Deus é gracioso! Esta é a mensagem que precisamos ouvir hoje. Não importa o erro que tenhamos cometido, os caminhos que tenhamos trilhado. Deus nos aceita de volta e nos conduz ao arrependimento. Esta é a mensagem do Natal!


Ore:

Senhor, não podemos limpar nossa vida sozinhos. Somos gratos porque não precisamos fazê-lo. Ajuda-nos a confiar no significado do nome de João e a descobrir o poder do teu amor. Amém.

Pense:

Natal é saber que Deus é gracioso!

MISTÉRIO DO SILÊNCIO Lucas 1:18-25
Leia:

Lucas 1:18-25

“Agora você ficará mudo...” Lucas 1:20

Mensagem:


Obediência e falhou? Foi o que aconteceu com Zacarias: ele não acreditou na palavra de Deus. Sua pergunta — “Como posso ter certeza disso?” — foi a mesma feita por Abraão, quando pediu um sinal a Deus (Gênesis 15:8). Zacarias ficou mudo; este foi o sinal de Deus. Se ele duvidava que a esposa já idosa poderia engravidar, Deus lhe mostrou que tinha poder para fazer o que quisesse.

Por que Deus escolheu o silêncio? Era um mistério que hoje compreendemos. Basta olhar para os adoradores amontoados à frente do templo, esperando que Zacarias retornasse à escadaria do santuário para pronunciar uma bênção sobre eles. Contudo, quando finalmente apareceu, tudo o que aquele sacerdote podia fazer era gesticular com as mãos. A bênção que o povo deveria receber foi adiada por mais de trinta anos. Ela seria pronunciada pelo eterno Sumo Sacerdote, cujo caminho haveria de ser preparado pelo filho de Zacarias. Jesus, também em silêncio, caminharia para o auto-sacrifício no altar do Calvário (Isaías 53:7) e, após triunfar sobre a sepultura, pronunciaria sobre seus discípulos, pouco antes de subir aos céus, a bênção adiada por tanto tempo (Lucas 24:50-52).


Ore:

Pai amado, abençoa-nos e guarda-nos. Que a tua face brilhe sobre nós, e a tua graça esteja sempre conosco. Dá-nos a tua paz e a tua bênção. Oramos em nome de Jesus, nosso Salvador. Amém.

Pense:

Natal é ficar em silêncio, esperando o tempo da bênção de Deus.

Mateus 6:16-18
Publicidade
JEJUANDO E FAZENDO DIETA
Sexta-feira, 21 de novembro


Leia:

Mateus 6:16-18

Que não pareça aos outros que você está jejuando, mas apenas a seu Pai, que vê em secreto. E seu Pai, que vê em secreto, o recompensará. Mateus 6:18

Mensagem:


Muitas pessoas têm gastado tempo e dinheiro tentando perder peso. Alguns freqüentam reuniões semanais e seguem um plano de dieta. Isso é diferente do jejum sobre o qual lemos na Bíblia. A única coisa em comum é a idéia de “fechar a boca”.

Os profetas do Antigo Testamento jejuavam; Jesus e seus discípulos também. O jejum deveria ser levado em conta por todos os seguidores de Cristo: ricos ou pobres, aqueles que têm abundância de alimento e aqueles que têm necessidade. Jesus não disse “se” você jejuar, mas sim “quando” jejuar. Nossa vida egoísta e bem sucedida pede disciplina, sacrifício e um tempo com Deus.

Jejuar é um meio de auto-avaliação e de experiência profunda com a presença e o poder de Deus (Joel 2:12-14).

O jejum deve ser feito de maneira sensata e em segredo. Deus promete que o jejum com propósito e regado pela oração terá efeito positivo na caminhada com Ele. Portanto, quando jejuarmos, devemos fazê-lo em silêncio e com alegria. Nosso Pai Celestial nos recompensará. Devemos permitir que Deus nos traga cada vez mais perto dele. Sem dúvida, seremos mais gratos pelo nosso alimento e estaremos mais dispostos a compartilhar com pessoas que passam por necessidade.


Ore:

Deus Todo-poderoso, que o nosso afastamento da comida durante certo tempo nos lembre da nossa necessidade de nos mantermos afastados do pecado e dependentes de ti. Em nome de Jesus. Amém.

Pense:

Quem jejua torna-se mais agradecido pelo alimento e tem maior disposição em socorrer quem passa fome.




1 Timóteo 5:8
PORTAL CADA DIA
Publicidade
Não há desculpa para a acomodação quando o assunto é ajudar aos necessitados, aos miseráveis deste nosso mundo. Mas por onde devemos começar? Há tantas necessidades e as injustiças são tão revoltantes!

A tarefa de prover pão para os famintos parece muito maior do que somos capazes de fazer. Há a burocracia, a política, a corrupção, a vaidade dos líderes e muitos outros obstáculos que precisam ser vencidos para haver uma distribuição de alimento que realmente atenda às necessidades mundiais. Não é à toa que o apóstolo Paulo nos fala que os tronos, o poder, os governantes e autoridades precisam se reconciliar com Deus (Colossenses 1:16, 20).

Então, o que fazer? Devemos pensar globalmente, mas agir localmente, começando por nossa própria casa. O pessoal deve preceder o impessoal; o imediato deve preceder o remoto. Não podemos modificar questões globais se não cuidarmos daqueles que estão próximos de nós, carecendo de nossa generosidade. Isto exige extrema humildade.

Mas não podemos parar por aí. Lutar contra a fome globalmente é uma missão gigantesca. Deus não nos responsabilizará pela vitória, mas por lutarmos com fidelidade. Fazer menos do que isso é negar a nossa fé no Senhor.


Ore:

Senhor, oramos por todos os que lidam com questões que causam e prolongam a pobreza e a fome. Que possamos servir com fidelidade onde surgir a oportunidade. Ajuda-nos, Jesus. Amém.

Pense:

Deus não nos responsabiliza em resolver os problemas do mundo, mas por fazermos nossa parte.
Mateus 15:3-6
DEVOCIONAL
Publicidade
Respondeu Jesus: “E por que vocês transgridem o mandamento de Deus por causa da tradição de vocês? Pois Deus disse: ‘Honra teu pai e tua mãe’ e ‘Quem amaldiçoar seu pai ou sua mãe terá que ser executado’. Mas vocês afirmam que se alguém disser a seu pai ou a sua mãe: ‘Qualquer ajuda que vocês poderiam receber de mim é uma oferta dedicada a Deus’, ele não está mais obrigado a ‘honrar seu pai’ dessa forma. Assim, por causa da sua tradição, vocês anulam a palavra de Deus.

Pensamento: Os líderes religiosos conheciam os mandamentos (a Palavra de Deus) intimamente. Mas não conheciam o seu autor. Como muitas pessoas zelosas, na sua diligência de aplicar uma parte da lei (sobre votos e coisas dedicadas ao Senhor), eles acabaram anulando outra parte (sobre a honra e o cuidado dos pais). Às vezes pode ser difícil seguir duas partes diferentes da Palavra de Deus. Quando isso ocorre, Deus dá prioridade às necessidades legítimas de pessoas. Precisamos aprender a distinguir entre as coisas mais importantes e menos importantes, entre aquilo que para Deus tem prioridade e o que é secundário. Você já parou para pensar sobre o que é mais importante para Deus? Leia Mt 12:1-14; 22:36-40; 23:23. Adquira o hábito de ler diariamente a palavra de Deus, de meditar no que ela diz e de buscar aplicá-la primeiro à sua vida e depois aos outros ao seu redor.

Oração: Meu Senhor, eu quero ter as mesmas prioridades que o Senhor. Eu peço que o Senhor me conceda uma visão madura para poder separar o que é mais e o que é menos importante. Guarde-me contra a minha tendência de valorizar mais coisas e idéias do que pessoas. Em nome de Jesus eu oro. Amém.

“Todos odiarão vocês por minha causa, mas aquele que perseverar até o fim será salvo.”
WWW.DEVOCIONAL.COM.BR
Publicidade
motivos. Mas, o único motivo nobre é Cristo. Se somos odiados ou perseguidos, se viramos alvo de piadas ou desprezo, que seja por causa de Cristo. Por ele, vale a pena. Não é que perseveramos até o fim para ganhar a salvação. Mas, perseveramos por causa da graça já alcançada – por causa de Cristo. Quando parentes e familiares questionam nossa saúde mental porque estamos indo à igreja e lendo a Bíblia, lembramos que é por causa de Cristo. Quando colegas de trabalho ou amigos de turma fazem piadas sobre nossa fé ou nossa recusa em cair na gandaia, sabemos que vale a pena por causa de Cristo. Até quando “irmãos” fazem falsas acusações e nos difamam, podemos olhar para o céu e lembrar porque estamos passando por isso – é por causa de Cristo. Se você enfrenta perseguição ou oposição, se você já pensa em desistir – resista. Vale a pena e vai valer infinitamente mais do que você imagina, quando você chegar ao fim e vir o que Cristo reservou para você. Vale tudo, por causa de Cristo. Que ele lhe ajude a compreender quão grande é o amor dele e até onde ele está disposto a ir por sua causa. Você fará de tudo por causa de Cristo quando você compreender o que Cristo fez por causa de você. Que Deus lhe abençoe.

Oração: Pai, fortaleça nossos irmãos que enfrentam, alguns diariamente, a perseguição por causa de Cristo. Ajude-os a ouvirem a voz de Jesus os encorajando. Ajude-os também a compreenderem o que Cristo fez por causa deles. Dê-lhes a força que eles precisam para perseverar até o fim. Em nome do Senhor Jesus eu oro. Amém.
Efésios 6:13
ILUMINALMA
Publicidade
"Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo." Efésios 6:13

Precisamos de armadura espiritual para a batalha espiritual. Além de orar diariamente e ler as Escrituras todos os dias, devemos aprender a reconhecer a armadura espiritual que Deus nos deu para nossa proteção espiritual, e nos preparar para a batalha espiritual. Devemos lidar com cada dia, cada tarefa, cada passagem bíblica, com urgência, porque sabemos que estamos numa guerra. O dia do maligno virá. Então, vamos nos preparar para encarar a batalha, usando as ferramentas que Deus forneceu e o poder que Ele provê.

Efésios 6:12
ILUMINALMA
Publicidade
"Pois a nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais." Efésios 6:12

Isso é guerra! Enfrentamos uma batalha diária e não é apenas contra o pecado e a tentação. Temos um verdadeiro inimigo cujo desejo para nós é nossa destruição. Mas nosso inimigo já foi derrotado e seus anjos vencidos















Preparado para ser grande
Nem todo mundo está preparado para ser grande. Muitos ao iniciarem o processo de crescimento são paralisados por não estarem prontos para alcançar esse objetivo. E você?

Deus nos criou para sermos grandes. E ainda hoje ele quer nos abençoar com todas as sortes de bênçãos. Infelizmente, porém, nem todos estão preparados para ser grande. É comum encontrarmos pessoas vivendo numa grande adversidade.

Vamos pegar como exemplo a figura de Calebe. Não encontramos muito a respeito dele na Bíblia, mas o que achamos é suficiente para que o tomemos como modelo.
Na divisão da terra que Deus havia prometido ao seu povo, Calebe ficou com o monte Hebrom. Ele pode chegar diante de Josué e reclamar para si aquele monte. Calebe não veio do nada e pediu algo tão grande assim. Ele passou por um processo. Ele foi liberto da escravidão do Egito. Depois de receber a promessa da herança da nova terra, ele perseverou 40 anos no deserto, junto com os que não creram, e mais cinco anos na terra prometida. Até que chegou o momento de dizer: este monte é meu por promessa. Seu coração confiava plenamente no Senhor. Ele semeou esperança e perseverou em sua fé. Deus fez dele um grande homem. Calebe tinha um coração derramado diante de Deus.
E, se você deseja aprender mais sobre a vida desse grande homem de Deus adquira o livro: “Preparado para ser grande”

Que o Senhor te abençoe


Fazer da vida algo belo
Para Deus nós sempre temos muito valor, independente da situação que estamos vivendo. O amor de Deus é impossível de ser descrito. Mas, para satanás nós valemos alguma coisa se estivermos deprimidos, loucos, revoltados, doentes, a ponto de passarmos uma mensagem de derrota e destruição para todos aqueles que nos amam.

A vida passa rapidamente, isso é uma grande verdade que também encontramos na Bíblia:
“...acabam-se os nossos anos como um breve pensamento.”(Salmos 90.9)

Temos de aprender a viver. Ou vamos deixar para aprender isso na hora de morrer? Esse não é o propósito de Deus para nós! Temos de aprender a fazer da nossa vida algo bonito para Deus.

Fazer dela algo que realmente cause motivação nas outras pessoas, de modo que eles desejam viver assim também.
Precisamos escapar das ciladas que o inimigo arma para deixar nossa vida pior.
Ele quer que tenhamos baixa qualidade de vida.

Se estivermos bem, sabendo viver, vamos poder ajudar muito mais os outros. Seremos pessoas muito mais agradáveis, que exalam o bom perfume de Cristo. Vamos amar a vida, ser mais realizados. O maior patrimônio que alguém pode construir é aprender com Deus a viver todos os dias da vida em plenitude. Mesmo que as dificuldades venhas, a diferença será na maneira em que vamos olhar para elas.
Você pode aprender mais, lendo o livro “Querem te matar, antes porém te adoecer”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário